domingo, 29 de março de 2015

meus Deus,
onde está eu?
meu Eu,
onde está Deus,
Meu Eu do céu?
quem de nós morreu?
quem de nós viveu?
quem de nós matou o réu?
quem de nós resplandeceu?
quem de nós rasgou o véu
Foi D
         eu
              S?

que verbo à voz?
que voz ao verbo?
que ver
se há Vós
              em mim?
que ser 
se só sou
o eu desta cela
o triste deus do seu
verso fim?




terça-feira, 10 de março de 2015

outro dia à beira do precipício
amanhã, morta sobre o marasmo
depois sair do tempo de atraso
sem morder a isca do início
sem sair das vistas do acaso.